terça-feira, 19 de agosto de 2008

Mesversário




O Pedro está de "mesversário" hoje. Sim, ele já completou um mês de vida. Incrível.

Comemoramos os três (eu, ele e o pai dele) hoje de manhã, embora, claro, ele mal soubesse o que se passava. Mas demos os parabéns e tudo.
Na seqüência, o dia foi especial porque teve a terceira visita ao pediatra. Fomos então verificar o desempenho do nosso pimpolho nesse primeiro mês. E qual foi nossa surpresa (ou não) ao ver o médico anunciar que Pedro tem o peso a altura de um bebê de três meses. Você não leu errado. É isso mesmo: TRÊS MESES.

De fato, já havíamos percebido que o guri cresceu bastante, da mesma maneira que percebemos que aumentou de peso. Nossos olhos e braços deixavam isso claro. O que nos surpreendeu é o quanto essas medidas estão além da idade do guri.

Agora entendo a preocupação do pediatra com a amamentação. Não é exagero nem precaução em demasia. Se eu não me alimentar muito e descansar bastante e tomar muito líquido facilmente não conseguirei atender a demanda do Pedro que é um super bebê. Ele será um menino muito alto tanto pela genética de seus pais, quanto pelo fato de estar sendo bem amamentado. Mas para isso haja fôlego.

Começo a entender seu comportamento ainda mais agora. Ele chora com uma certa freqüência e eu não conseguia sacar a razão da insatisfação, o que por vezes me fez sentir inábil no trato com ele. No entanto, compreendo agora que é fome mesmo, ainda que seja difícil acreditar especialmente quando isso acontece minutos depois de uma mamada. O fato é que ele dispende muito esforço para mamar e precisa descansar em seguida sem ter efetivamente se satisfeito. Ou seja, ele precisa descansar antes de encher a barriga. Aí quando retomar as forças já está com fome de novo. Por isso, passo o dia, literalmente, dando de mamar.
O resultado é que ele é um bebê muito saudável. E isso compensa todos os esforços.

Bem, para comemorar o mesversário, deixo mais umas fotinhos do garoto que por ora foi apelidado de "chokito" por seu pai por conta das espinhas infantis que tem no rosto. Segundo o pediatra, são espinhas produzidas pelo roçar do seio na pele dele. Mas têm data para irem embora apesar de achar muito tempo. Até o terceiro mês a pele deve voltar a ser uma beleza como antes.

2 comentários:

vanlobato disse...

Fabi!
Hj vim aqui saber da vida de vocês, qua está pra lá de movimentada por sinal... deliciosamente movimentada! Adorei os textos! Pelos teus relatos é perceptível a grande felicidade que estás vivendo! Parabéns!!!! Nem preciso dizer que o guri tá lindo! Um fofo!
Bj

D.C. disse...

OI Fabi!!!
Ele é lindão, parabéns que traga muitas alegrias pra família!!
Bjão