quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Dicas para fazer parar de chorar

Gente:

Já falei aqui sobre a impossibilidade da indiferença frente ao choro do bebê. Especialmente quando é contínuo.
Nessas situações, tenta-se de tudo. Mas às vezes o tudo ainda é pouco.
E quem já passou por isso sabe que o choro é tão urgente que torna-se um "provocador" de idéias. Por isso, entre os experientes, há uma série de técnicas. Algumas bastante convencionais, mas não menos eficazes e outras pouco ortodoxas.
Para quem se interessar e estiver nesse momento apostando em qualquer coisa em nome da tranqüilidade do bebê, deixo algumas sugestões encontradas na web:

1) Primeiro este vídeo que aposta no barulhinho da água como tranquilizante. Não custa tentar. E em momentos de crise vale tudo.

2) Outra dica é fazer a checagem das possibilidades. É isto. É preciso esgotar todos possíveis "mal-estares" do bebê. Nesse caso, investe-se em uma possível causa e não só no efeito.

3) Outra ainda é este livro que apresenta 365 maneiras de fazer o bebê parar de chorar. Não li o livro, mas pelo que entendi há maneiras de parar de chorar que vão desde recursos sonoros até massagens especiais.
4) Há a tentativa de "recriação" do ambiente do útero. Isso acalma o bebê e pelo que entendi dá uma "enganadinha" nele. E é o que você estão pensando sim. É a técnica que apareceu no Fantástico. Neste outro site, a técnica é mais detalhada e conta com vídeos sobre o assunto também.
5) A maneira de envolver o bebê com a coberta ou mantilha também segue essa idéa de recriação do aconchego do útero. E aqui vai uma receita com fotos passo a passo de como fazer.

4 comentários:

mcmelz disse...

Fabiiiiiiiii!

Que saudade!

Vou começar a arquivar todas as dicas do blog! Quem sabe assim, o dia que tiver meu beibe não vou ter surtos de identidade tentando descobrir o que fazer...

;-)

Beijo grande

Fabi disse...

Márcia:

Eu também estou com muita saudade da vida no campus. Beijos a todos e todas.
Um puxão de orelha para ti e para a "Zipa" que prometem e não cumprem promessas. Feio.
Com relação ao blog, estou pensando inclusive em abrir "uma optativa" no curso sobre criação de bebês. Estou "craque". rs, rs.

Bjs
Fabi

Pedro Piccoli Garcia disse...

E aí, profê!
Tudo bem contigo? Quando vais nos visitar lá no campus? Quero conhecer meu xará!

Aliás, uma provocação. O que é mais difícil: cuidar de um recém-nascido ou ensinar jovens a fazer jornalismo??

Ah, e olha só. Não entendo nada disso, mas sei que essa técnica de reproduzir o ambiente uterino dá certo. Meu pai (que é pediatra) tem um DVD de um americano que faz experiências com bebês e é impressionante! Eles param de chorar na hora. Posso até te ensinar umas manhas hahahaha.

Beijos.

Fabi disse...

Ô questãozinha difícil hein Pedro?
Cuidar do bebê é bastante desafiante, mas dar aulas...não é menos.
Quanto ao teu xará, ele é tudo de bom. Uma hora dessas apareço lá na unisc com ele para "apresentação pública".

Bjs